segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Princesas do Séc XXI

Crepúsculo, Amanhecer, Edward e Bela, Amor, Cinquenta Tons de Cinza

O post de hoje será mais reflexivo, o que tem tudo a ver com minha origem como blogueira. Aliás, foi com meu primeiro blog, onde eu postava textos e reflexões sobre a vida, amor e fé, que começou a minha história romântica, assim conheci meu boy, o que também tem tudo a ver com o tema do post. Aliás, por mais que seja um blog de moda, a essência do meu blog é falar de tudo que nós, ora garotas, ora mulheres, amamos. E falar de Amor, também tem tudo a ver não acha?

Acho que quase toda garota já passou pela fase de sonhar com o príncipe encantado, emocionar-se com filmes românticos, paixões platônicas por atores ou personagens e por aí vai. Mas aí a garotinha cresce, se decepciona ou vê as amigas se decepcionando e ouve na televisão ou lê em revistas que príncipes encantados não existem, que você não deve ficar esperando um homem, tem que ser independente, auto-suficiente e tudo mais, e morre aquele sonho.

Tá, vamos ser realistas, os contos de fada parecem perfeitos. Mas é só uma maneira de contar a história. E não acho errado que quando crianças sonhemos, afinal sonhar abre a mente, te tira do comodismo de aceitar qualquer coisa. Mas um dia a gente tem que cair na realidade. E, por isso, andei pensando: O que faz os príncipes das histórias serem encantados? Sei lá, né, só porque são bonitos? Homem bonito canalha não falta. Mas fora beleza, acho que a característica comum de todos os príncipes é o fato de salvar a princesa. Meio que deusifica o príncipe e essa noção sim, é muito fantasiosa, porque Deus é perfeito, e os homens, definitivamente, não são, e nem as mulheres, né? (apesar de estarmos mais próximas disso do q eles, ;) Algumas versões modernas cômicas de alguns contos de fada é a princesa que salva o príncipe.

Mas meninas vamos a realidade, né? A gente não pode esperar que ninguém nos salve de nada e nem é justo esperarem isso da gente. Mas tirando a parte fantasiosa, acho que cada uma tem um tipo de homem que dá certo, e ele pode sim ser chamado de príncipe encantado. Afinal, quem fica com a princesa é príncipe (e não o contrário, você já deve se considerar, ser uma princesa antes de achar o príncipe). E o encantado refere-se a ele ter algo especial que dá certo com você. Seja os gostos, hobbies, jeito de ser, qualquer coisa, que o façam querem estar juntos e compartilhar uma vida, sonhos, coisas boas!

Porque quem disse que o príncipe encantado tem que ser perfeito? A história não conta, mas será que o príncipe da Branca de Neve não era viciado em futebol e jogava até altas horas com os sete anões. E quem garante que o príncipe da Cinderella não trabalhava até tarde. Talvez o príncipe da Bela Adormecida fosse viciado em video games. Nenhuma história conta o que acontece depois do "felizes para sempre". O Alladin podia ser ciumento. O Erick, da Pequena Sereia, talvez não ajudasse nas tarefas domésticas. O príncipe Adam, da Bela, devia ser meio grosso ás vezes. O da Rapunzel, podia não reparar quando ela cortasse o cabelo. Opa, isso também não, né? rs

Enfim, acho que as meninas podem e devem sonhar com um príncipe encantado, não aceitar namoros que só trazem dor de cabeça. E acho lindo que certas histórias modernas resgatem a ideia de um amor extremamente forte (monogâmico e fiel), como de Edward e Bella - apesar de não gostar do jeito mongol da personagem dela - acho extasiante a atração que há entre eles e o fato dele ter escolhido esperar o casamento sempre tratando-a como uma verdadeira dama, um respeito raro no mundo moderno. E outro romance mais moderno ainda: Fifty Shades of Grey. Vamos ressaltar a incrível e avassaladora paixão de Christian Grey por Anastasia porque princesas também querem ser desejadasEm ambas histórias é bonito como Edward e Christian cuidam e preocupam com suas amadas, ás vezes, excessivamente. E elas também sabem quando ser "submissas" e quando desafiá-los, e no fim, a gente sabe que, com jeitinho, eles cedem.

Enfim, acho que não há relacionamento perfeito, porém isso não anula o "felizes para sempre", pois perfeitos ou não, passando por problemas ou não, o bonito de um casal é serem amigos e apaixonados, enfrentarem tudo juntos, sendo felizes em todo tempo. Você pode querer um cara que te cuide e ainda assim ser independente

Não se contente com alguém que não te faz se sentir amada, que não demonstra se importar com seus sonhos, não anseia compartilhar a vida dele com você e com quem você não pode ser você mesma. Valorize-se e sonhe com um príncipe! Não arraste um relacionamento "com a barriga". Você merece um que seja digno chamar de romance! Ao seu jeito, seja romântico, avassalador, aventureiro, ou tudo isso!


xoxo,
Dressa

2 comentários:

  1. Amei esse post!!! Adoro textos relacionados com sentimentos.
    Concordo com tudo q vc escreveu.
    às vezes acho que encontrei meu príncipe encantado, às vezes acho que encontrei meu sapo , hahaha...
    Porque afinal de contas, todos nós temos as qualidades que nos fazem príncipes / princesas, e nossos defeitinhos que nos fazem sapos/ pererecas (hahahaha)... ;*

    P.S: xoxo sempre me lembra de Gossip Girl ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Flavinha!!! Que bom que gostou, também adoro ficar refletindo sobre diversos assuntos...
      é verdade mesmooo, temos que focar em olhar o lado príncipe e diminuir nosso lado perereca enquanto eles focam no nosso lado princesa e diminuem o lado sapo, hauahuahuaahu

      xo, Dressa (é intenção mesmo lembrar de Gossip, rs)

      Excluir

Meninas, o que acharam?!
Thank you!
xoxo
Dressa