quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Uma lição sobre ansiedade



Há algum tempo venho sofrendo dessa síndrome paralizante na hora de fazer a bendita prova de direção. De forma que chego a duvidar de mim mesma. E mais uma vez, ontem, não passei. Estou tentando entregar pra Deus, de verdade. Descobri que o problema não sou eu, ou minha habilidade em dirigir propriamente dita, mas a tal da ansiedade. E Ele pôde me ensinar uma lição.

Aprendi que a ansiedade é nossa amiga. O segredo é controlá-la e não acabar com ela. É graças a um pingo de ansiedade que permanecemos atentos, acesos, ligados, meio que tensos, mas não "nem aí" demais. É como se fosse - ou é mesmo, não sei - a tal da adrenalina. Por isso que tomar calmante pode não ajudar. É aí que Deus entra, Ele nos ajuda a controlá-la na medida que enche nosso coração de uma sensação boa chamada de esperança que gera otimismo, firmeza, determinação, coragem e até, paciência. Que valem contra para qualquer síndrome que venhamos a sofrer.

"tudo que está escrito nas Escrituras foi escrito para nos ensinar, a fim de que tenhamos esperança por meio da paciência e da coragem que as escrituras nos dão. Que Deus, que é quem dá paciência e coragem, ajude vocês a viverem bem uns com os outros, seguindo o exemplo de Jesus!" Rm 15:4-5

É por isso que, em qualquer situação na nossa vida, Deus pode nos ajudar. Desde uma provinha na escola, até uma dificuldade na vida. Ele se importa, só precisa que nós deixemos ele trabalhar no nosso coração. Acho que eu tenho só falado, mas não deixado. É necessário confiar em Deus. E Ele nos conhece melhor que nós mesmos, por isso, pode nos aperfeiçoar melhor do que se tentássemos sozinhos. Orar a Ele, usando nossas próprias palavras, e parar para ler a bíblia, com o coração aberto para ouvir, é uma maneira de se aproximar de Deus.

"mas a felicidade que pões no meu coração é muito maior do que a daqueles que têm comida com fartura" Sl 4:7

Enfim, só queria compartilhar esses ensinamentos que podem valer para todo mundo, e que, na verdade, eu ainda estou tentando viver.

Um abraço,
Andressa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Meninas, o que acharam?!
Thank you!
xoxo
Dressa